Expansão Rápida de Maxila – Infográfico

Expansão rápida de maxila ou disjunção palatina é um recurso muito utilizado em ortodontia para aumentar a largura da maxila que é o osso que serve como base para a arcada superior.

Para realizar a expansão rápida de maxila o ortodontista usa o disjuntor palatino, um aparelho que é fixado aos dentes e fica junto ao palato.

O aparelho é dividido no centro e estas duas metades se separam na medida em que o parafuso central é ativado.

Como resultado há a aplicação de força de forma rápida na estrutura da maxila que leva à ruptura da sutura palatina (a linha de união entre as duas metades do osso maxilar que podemos até sentir com a língua).

Com a ruptura da sutura as duas metades se separam e a arcada se expande. O sinal de que a expansão rápida de maxila funcionou é o aparecimento da separação entre os incisivos centrais superiores, o diastema central.

Depois de consolidar a disjunção o aparelho fixo pode ser colado.

Neste infográfico vamos mostrar através de textos e imagens como funciona o disjuntor palatino desde a montagem até o término da expansão rápida de maxila. Nestas imagens usamos o disjuntor Hirax, mas os princípios são os mesmos adotados em outros aparelhos como o Haas e o Mc Namara.

Você vai entender todos os passos do processo, desde como são confeccionadas as bandas ortodônticas até a cimentação do disjuntor.

Também vai ver como se forma o diastema central, aquele espaço que surge entre os incisivos superiores quando a expansão rápida de maxila funciona mesmo.

Veja neste outro post como resolver o problema estético causado pela abertura do diastema durante a disjunção.

Disjunção palatina - expansão rápida de maxila - infográfico

Disjunção palatina – expansão rápida de maxila – infográfico

Você encontra mais artigos relacionados à expansão rápida de maxila aqui no Blog do ortodontista.net, assim como depoimentos de quam já passou por este procedimento nos inúmeros comentários de cada post.

Por isso, vale a pena dar uma olhada com calma em todos os posts sobre este assunto.

Abraços,

 

Dr. Andre Moreira

Disjuntor palatino – como limpar o seu

O disjuntor palatino é um aparelho usado para expansão que fica fixo na arcada superior muito próximo ao palato. Por isso, a limpeza dos dentes e do aparelho após as refeições é um pouco mais complicada.

Mesmo assim, quem usa um disjuntor palatino não pode facilitar na escovação, pois os problemas decorrentes de uma higiene deficiente podem levar a necessidade de remover o aparelho antes do tempo prejudicando o resultado da disjunção.

E é sempre bom lembrar que este tipo de aparelho costuma ficar por vários meses na boca, então não adianta empurrar com a barriga.

O uso da escova de dentes comum de maneira eficaz é o primeiro aspecto a ser considerado na limpeza do disjuntor palatino. É necessário repetir bastante os movimentos para ter um bom resultado.

Além disso, há o fio dental que é a parte mais complicada da higienização pois requer uma certa habilidade no uso do passa-fio, um acessório parecido com uma agulha de costura, feito de plástico e flexível que ajuda a conduzir o fio dental entre o aparelho e a mucosa do palato.

O passa-fio é facilmente encontrado nas farmácias.

Para finalizar, recomendo o uso de uma seringa plástica para produzir um jato de água (ou enxaguante bucal, se você preferir) entre o disjuntor palatino e o palato afim de remover os últimos resíduos de alimento que ficam presos neste espaço.

É importante usar apenas a seringa, sem agulha, para evitar acidentes com ferimentos dentro da boca.

Neste vídeo você vai aprender a usar não só a escova de dentes, mas também o fio dental e jatos d’água aplicados com uma seringa para completar a higienização do seu disjuntor palatino.

Para entender melhor como esta fase do seu tratamento vai ser, veja este infográfico sobre disjunção palatina e tire todas as suas dúvidas.

Se você gostou deste vídeo pode aprender muito mais sobre tratamentos ortodônticos visitando o site do ortodontista.net.

Um abraço,

Dr. Andre Moreira

Disjuntores Palatinos

A disjunção palatina é utilizada na ortodontia para aumentar a largura da maxila (arcada superior), o que pode ser muito útil na correção de mordidas cruzadas e na obtenção de espaço.

Como este recurso é muito utilizado pelos ortodontistas, eu sempre recebo perguntas relacionadas a estes aparelhos.

Os disjuntores são aparelhos que se fixam aos primeiros molares e aos primeiros pré-molares através de bandas e possuem um parafuso expansor que ao ser ativado produz uma força de expansão da arcada.

Na imagem vocês podem ver um disjuntor do tipo Hirax. Existem outros aparelhos como o Haas e o Mc Namara que são parecidos e funcionam praticamente da mesma maneira.

Disjuntor palatino Hirax

Disjuntor palatino Hirax

Na Disjunção a arcada superior (maxila) sofre uma ruptura da sutura palatina mediana. É como se o palato (o céu da boca) fosse cortado ao meio e as duas metades separadas.

Como resultado temos o aumento da largura da arcada e o aparecimento de um diastema central (os incisivos centrais se separam).

Disjuntor Palatino Haas

Disjuntor Palatino Haas

Apesar de ser possível fazer disjunção palatina em adultos, quanto mais precoce for o tratamento, maiores as chances de sucesso.

Quando a disjunção não acontece, a força do aparelho pode trazer alguns problemas para os dentes como retrações gengivais.

Para reduzir o risco de problemas como este, o ortodontista precisa saber a idade esquelética do paciente. O que é feito através de uma radiografia do punho.

Disjuntor tipo Mc Namara

Disjuntor tipo Mc Namara

O tratamento costuma ser feito com ativações diárias do parafuso por um período de uma a duas semanas. Depois o aparelho deve ser mantido na boca sem ser ativado por três a quatro meses. Mas isso pode variar dependendo do caso.

É importante que o paciente limpe corretamente o disjuntor. Principalmente quando o aparelho tem uma parte de resina em contato com a mucosa do palato.

Pode ser usada uma seringa plástica sem agulha para injetar água entre o aparelho e a mucosa e assim remover os resíduos de alimentos.

Além disso, uma boa escovação, fio dental e bochechos com atissépticos bucais.

Para um entendimento mais completo de como é feita esta disjunção da arcada superior, eu recomendo o infográfico sobre expansão rápida de maxila aqui no Blog.

Espero que esta informação seja útil para vocês.

Até o próximo post!

Dr. Andre Moreira